Os Azarões do The International 8
0

Os Azarões do The International 8

jul 17 lucasalja  
Spread the love

O The Internacional nunca decepciona no quesito revelação de candidatos inesperados. Todos os anos nós compartilhamos a honra de uma experiência emocionante. Um time, contra todas as probabilidades, vence inesperadamente e comemora muito depois de realizar uma conquista que talvez nem eles acreditassem que conseguiriam. Eliminaram um favorito ao título. Eles fazem isso algumas vezes, até que finalmente constroem um bom momento e se tornam uma força imparável, capaz até de chegar as Grandes Finais e alterar a história.

Estes são os azarões do :

Team

 

Este time pode ser o maior choque de qualquer um para o The International 2018. O seu currículo não mostra uma bela imagem na temporada, mas isso também torna o seu sucesso e qualificação ainda mais intrigante.

O sucesso do Team Serenity nas eliminatórias veio com a utilização pesada dos heróis Phantom Lancer, Faceless Void e Morphling. Na verdade, eles perderam todos os jogos que não escolheram um desses heróis. O fato do Team Serenity não ter feito uma boa temporada também pode fornecer um manto de proteção, porque há muito pouco conhecimento sobre o time. Isso lhes dá o benefício da surpresa contra equipes favoritas. As melhores qualidades de um bom azarão são mistério, aleatoriedade e motivação e Team Serenity possui todos.

Team Serenity:

China Jin “zhizhizhi” Zhiyi
China  Zhang “Zyd” Quanda
China  Zhao “XinQ” Zixing
China  Xiong “Pyw” Jiahan
China  Xiao “XCJ” Chaojian

 

O grande choque da OG não é que eles tenham avançado para o The International 2018, mas com quem eles fizeram isso no elenco. No final da temporada, o OG sentiu um baque com a saída de Tal “Fly” Aizik e Gustav “s4” Magnusson. Eles foram forçados a substituir a dupla rapidamente, já que as eliminatórias do 8 estavam se aproximando. Então, Anathan “ana” Pham e Topias “Topson” Taavitsainen entraram na equipe para disputar a qualificatória européia.

A OG parecia fenomenal durante as eliminatórias. Agora, se o OG conseguirá ou não avançar para o escalão superior das equipes competitivas do Dota 2, isso permanece indeterminado. O domínio demonstrado durante as qualificações coloca em dúvida se isso poderia ser uma possibilidade.

OG:

Australia Anathan ‘ana’ Pham
Finland Topias ‘Topson’ Taavitsainen
France Sebastien ‘7ckngMad’ Debs
Finland Jesse ‘JerAx’ Vainikka
Denmark Johan ‘N0tail’ Sundstein

 

TNC Predator

Esta equipe pode ganhar uma série de qualquer time, mas não teve consistência para para ganhar um evento. No International 2016, eles perturbaram a OG, que proporcionou uma das experiências mais dramáticas da história do TI. No Internacional de 2017, eles chocaram ficando entre os quatro primeiros colocados na fase de grupos, apenas para serem derrotados na primeira Bo3 dos playoffs.

A temporada para a TNC Predator foi muito ruim, considerando que eles não conseguiram chegar ao top 16. Muitos analistas, comentaristas e personalidades do Dota 2 têm desejado o dia em que essa equipe consiga manter a consistência para mostrar seu domínio. A TNC Predator tem a reputação de criar ondas no The International e suspeitamos que este ano não será diferente.

TNC Predator:

Philippines Marc Polo Luis “Raven” Fausto
Philippines Armel Paul “Armel” Tabios
Philippines Sam “SamH” Hidalgo Sam
Philippines Timothy “Tims” Randrup
Philippines Carlo “Kuku” Palad
Philippines Nico “Eyyou” Barcelon (Coach)

 

Winstrike Team

Anteriormente conhecida como Fly To Moon, a equipe Winstrike entrou tarde na temporada como uma alternativa a Na’Vi e a Virtus.Pro na região CIS. Sua primeira aparição foi no Starladder ImbaTV Invitational Season 5, mas seu melhor desempenho foi no EPICENTER XL, onde eles quase eliminaram o Team Liquid e terminaram em terceiro lugar. A propósito, eles tambémjá eliminaram Virtus.Pro, OG e Gaming, todos esses times estarão no The International 2018.

A Team Winstrike avançou através das qualificatórias com relativa facilidade, vencendo a maioria dos seus jogos usando muito  o Lycan e o Phantom Lancer.

Winstrike Team:

Russia Airat Silent Gaziev
Ukraine Bogdan “Iceberg” Vasilenko
Russia Alexey nongrata“‘ Vasilev
Russia Alexander Nofear Churochkin
Ukraine Andrey ALWAYSWANNAFLY Bondarenko

 

PaiN Gaming

Desde a chegada de Omar “w33haa” Aliwi, a PaiN Gaming vem dando show. No ESL One Birmingham 2018, derrotou o Team Liquid no melhor de um (Bo1) e no melhor de três (Bo3) para garantir um lugar nos playoffs. Venceram a Mineski, que também está no TI8, antes de serem eliminados pelo Virtus.Pro e terminando sua participação com um incrível terceiro lugar.

As eliminatórias para a América do Sul tiveram problemas, mas, sem dúvida, foram as finais mais eletrizantes de qualquer região. A PaiN Gaming e a SG eSports fizeram jogos memoráveis na decisão da vaga para o TI8, até a partida final no melhor de cinco (Bo5). Muitas vezes, essas experiências de serem testadas e testadas são um bom presságio para melhorar a sinergia e a moral de uma equipe.

PaiN Gaming:

Brazil William ‘hFnk3’ Medeiros
Romania Omar ‘w33haa’ Aliwi
Brazil Otávio ‘tavo’ Gabriel
Brazil Danylo ‘KINGRD’ Nascimento
Brazil Geytor ‘Duster’ Pereira

 

About lucasalja

Jogador e entusiasta de Dotinha, além de jogar Fortnite quando sobra um tempinho.

Leave a comment

Type your name
Type your email
Website url
Type your comment